Agricultura

ARROZ

.............................................................................................


VANTAGENS`'

• Variedades enriquecidas fornecem vitaminas do grupo B e ferro.
• Torna-se uma proteína completa quando combinado com feijões e outros legumes.
• Não contém glúten, sendo adequado para pessoas com doença celíaca.
• De fácil digestão e útil na recuperação da função intestinal depois de uma crise de diarréia.
• Quase nunca provoca alergia alimentar.


 

ALGUNS FATOS SOBRE O ARROZ

• A parte externa mais nutritiva da semente de arroz é removida, e serve de alimento para o gado, enquanto o arroz é processado.
• Grãos de arroz quebrados são usados para fermentar a cerveja.
• Celebramos um antigo símbolo asiático de fertilidade, quando jogamos arroz sobre os noivos na saída da igreja.


Há milhares de anos, o arroz é o alimento básico de mais da metade da população do mundo. Em alguns países asiáticos, o CONSUMO per capita excede 135 kg por ano, e sua sobrevivência ainda depende da safra de arroz. Já o brasileiro consome, em média, 45 kg de arroz por ano.

Com a cevada e a aveia, o arroz cresce dentro de uma casca protetora, que tem de ser removida para se utilizar o grão como alimento (o trigo e o milho exigem menos processamentos). Muitos nutrientes se perdem, como o farelo e os germens, pois são removidos no processo de pois são removidos no processo de moagem para obter o arroz branco. O arroz integral que consiste em caroços intactos que retêm suas camadas de farelo, tem um valor nutritivo maior do que o arroz branco. No entanto, também contém ácido fítico, uma substancia que interfere com a absorção de ferro e cálcio.

Como é um carboidrato refinado, o arroz branco é digerido rapidamente, eleva os níveis de açúcar no sangue e fornece energia, mas tem menor valor nutricional e um menor conteúdo de fibras do que o arroz integral. O índice glicêmico (IG) é um padrão usado para avaliar o impacto dos carboidratos no corpo, quanto menor o índice, melhor. Uma porção de 140g de arroz branco cozido pode ter um IG de até 72. A mesma quantidade de arroz integral tem um IG de 50, que está no patamar inferior (ver Índice Glicêmico). Embora seja verdade que alguns tipos de arroz branco processado sejam enriquecidos ou fortificados com ferro e vitaminas do grupo B depois de refinados, muitos dos nutrientes são perdidos para sempre. Além disso, o enriquecimento é normalmente aplicado à parte externa do grão. Lavar o grão antes de cozinhá-lo remove esses nutrientes. O arroz deve ser cozido em um volume de água que represente o dobro do seu volume. Essa água será absorvida pelos grãos, garantindo a preservação do eu conteúdo nutricional.


 

O ARROZ É DE FÁCIL DIGESTÃO E HIPOALERGÊNICO.


É por isso que o arroz é um componente importante de muitos alimentos infantis produzidos industrialmente.

 


O arroz parboilizado é processado por um método tradicional há 2.000 anos: o grão inteiro é parboilizado, o que deixa a casca solta, e desse modo facilita a moagem. O processo de parboilização melhora a qualidade nutricional do grão ao fazer com que as vitaminas B do farelo e do gérmen permeiem o endosperma. Também endurece a gordura e a camada de nutriente que contem aleurona, que então adere ao grão em vez de ser perdida com o farelo. Graças a essa técnica, a deficiência de tiamina, também conhecida como berbéri, nunca foi uma seria ameaça para os povos da Índia e do paquistão , embora tenha atingido o povo asiático que subsistia com arroz branco não parboilizado. O arroz de saquinho não deve ser confundido com arroz parboilizado, que leva pelo menos o mesmo tempo para cozinhar que os outros tipos de arroz.


VALOR NUTRICIONAL


Noventa por cento das calorias do arroz provêm de carboidratos. Meia xícara de arroz branco contém aproximadamente de 80 a 100 calorias, ao passo que o arroz integral pode ter de 105 a 110. O arroz integral é significativamente mais fibroso, com 1,6 g de fibras por meia xícara, em comparação a 0,03 da mesma quantidade de arroz branco.

O arroz integral também contém um teor maior de selênio, vitamina E, magnésio, fósforo e manganês. O valor protéico do arroz, que varia de 2 a 2,5 mg por meia xícara, é menor do que o de outros cereais, mas o equilíbrio de aminoácidos é superior ao de outros grãos. O arroz processado contém apenas um traço de gordura e nenhum sódio.


BENEFICIOS PARA SAÚDE


O arroz tem um efeito aglutinador na diarréia e, por isso, faz parte da dieta BRAT (a sigla em inglês para banana, arroz, suco de maça e torrada). Ele ajuda a restaurar a função intestinal e fornece a energia necessária para a fase de recuperação da diarréia. O mingau de arroz com leite desnatado e aromatizado com canela é um prato leve e de fácil digestão para pessoas em fase de convalescença.

 


VOCÊ SABIA?


SAQUÊ É NA VERDADE UM TIPO DE CERVEJA

O vinho de arroz, ou saquê, é um tipo de cerveja fermentada com um mofo que secreta enzimas que digerem o amido durante seu crescimento no arroz. O saquê tem um teor alcoólico muito elevado. Diferentemente das cervejas ocidentais, que são bebidas geladas, o saquê não tem espuma e é servido morno.


Diversos estudos mostraram que o farelo de arroz ajuda a baixar o colesterol e pode reduzir o risco de câncer intestinal. Alguns estudos também mostram que o arroz integral ajuda a regular o metabolismo da glicose em diabéticos. Como um carboidrato complexo não-refinado, o arroz provê um fornecimento lento e estável de glicose, e não a rápida elevação que ocorre após a ingestão de açucares ou de arroz branco refinado.


Assim como cordeiro e outros alimentos, o arroz raramente, ou quase nunca, provoca reações alérgicas. Essa qualidade o torna a base ideal de uma dieta alimentar de exclusão, algumas vezes necessária para identificar alérgenos alimentares.



UMA MATÉRIA-PRIMA VERSÁTIL

O arroz é a base do planejamento de um cardápio. O risoto, feito com caldo sem gordura, e legumes, e o pilafe à base de caldo sem gordura, nozes e similares picadas e frutas secas, são encontradas econômicas, nutritivas e com baixo teor de gordura. O arroz é um dos ingredientes dos cereais matinais frios ou quentes. Serve também de base para saladas, e é um bom acompanhamento para legumes, verduras, peixes, carnes e queijo. O creme de arroz também da volume a produtos de confeitaria.



VARIEDADES DE ARROZ


O arroz é classificado por seu tamanho e por seu formato (grão longo, médio e curto). O arroz de grão longo permanece seco e soltinho depois de cozido; o arroz de grão curto, que é mais úmido e grudento, é o mais usado na culinária asiática e caribenha.

O arborio é o arroz italiano com textura cremosa e de grão médio, usado para preparar risoto, porque permanece firme no centro durante um longo cozimento.

O basmati é um arroz aromático nativo do Paquistão e da Índia. Quando cozido, o grão incha apenas no comprimento. O arroz basmati fica seco e soltinho, e é ideal para preparar pilafe.

O Jasmim é um arroz aromático originário da Tailândia. Tem uma textura suave, úmida e os grãos são grudentos.

O arroz selvagem, primo distante do arroz comum, é uma grama nativa dos lagos e pântanos da região dos Grandes Lagos (EUA). Antigamente, era colhido na natureza manualmente pelos índios Chippewa. Atualmente, é cultivado comercialmente e colhido com máquinas. O arroz selvagem contém mais proteínas que o arroz comum e é rico em lisina, o aminoácido ausente na maioria dos grãos.